12 May

O universo artesanal da Hermès

Todo mundo sabe reconhecer de longe uma Hermès né? Principalemte quando o assunto são lenços ou bolsas como a Kelly e a Birkin. Seus processos artesanais são minuciosos, e seus acessórios podem chegar a custar US$ 150 mil e mais de anos de fila de espera (De acordo com “Hearts and Crafts”, em um mês a equipe da Hermès produz manualmente 15 bolsas em texturas e estilos diferentes).

artesaos-da-hermes-vem-a-sao-paulo-para-festival-des-metiers

E agora, poderemos ver de perto como trabalham os artesãos da grife, tá chegando em São Paulo o “Festival des Métiers”, uma mostra onde os profissionais da Hermès exibem o que acontece nos bastidores dos ateliês. O evento é aberto ao público e gratuito, e será realizado no Museu de Arte Brasileira, da Faap, a partir de 29 de maio.

A ideia da mostra é mostrar ao público todo o universo restrito, mostrando como os lenços de seda, bolsas, selas, gravatas, relógios, joias e porcelanas são confeccionados.

Festival des Métiers Hermès – São Paulo
De 29 de maio a 7 de junho de 2015
De terça a sexta-feira, das 11h às 18h; sábados e domingos, das 11h às 17h
MAB-FAAP – Rua Alagoas, 903, Higienópolis
(11) 3662-7198
Entrada gratuita

11 Oct

Tudo que você queria saber sobre a Hermès

Não tem marca capaz de promover tanto fascínio quanto a Hermès! Um dos maiores objetos de desejo do mundo, sinônimo de exclusividade e fazem parte da wish-list de 9 entre 10 mulheres. Em tempos de fabricação de produtos de luxo em larga escala, ela se destaca por manter sua produção 100% manual, fabricadas por artesãos vitalícios.

Hermès se pronuncia “êrmés”, e foi fundada em 1837 por Thierry Hermès, mestre na arte da selaria, ele sempre fabricou artigos de couro para carruagens da elite parisiense, mas quando surgiu o altomóvel a marca se reinventou e a técnica do pesponto no couro foi adaptada a linhas de bagagens, bolsas e carteiras.

Cada bolsa é produzida por um único expert, num processo que dura de 24 a 48 horas, e (pasmem!) a empresa mantém uma criação de crocodilo para produção de couro, e para garantir a integridade da pele do animal, deixam os bichos separados, para não brigarem. Tudo isso reflete no preço e na exclusividade da peça.

hermes-pop-up-store-paris1

O preço dos modelos mais “econômicos” da marca começam em seis mil dólares e dependem do couro, tamanho, acessórios e outras exigências do cliente.

Vem entender a diferença mais famosa das vitrines Hermès:

KXB

Kelly X Birkin

A Kelly, primeira bolsa da grife, lançada em 1935 só ficou famosa quando a Grace Kelly foi fotografada com ela, tem apenas uma alça colada na tampa (menos prática que a Birkin), é lisa, e é feita por um único artesão e pode demorar até 25 horas para ser finalizada

Já a Birkin, modelo criado em 1984 para Jane Birkin, tem alguns recortes, as alças grudadas ao corpo da bolsa, (assim você pode andar até com ela aberta, se quiser). Ela é feita completamente a mão num trabalho que pode demorar de 3 dias a duas semanas para ficar pronta. A mais desejada das Birkins é feita de couro de crocodilo (do cativeiro) que chega a custar 35 mil euros (R$ 91 mil).

A maior diferença entre elas é que existem Birkins mais coloridas e ligeiramente maiores, disponíveis em quatro tamanhos: 30cm, 35cm, 40cm e 45cm.

Você sabia?

A loja no Brasil é o 335º ponto de venda, fica no Shopping Cidade Jardim e possui 170 metros quadrados com toda a pompa Hermès, ou seja, material importado da Europa e arquitetura e decoração assinadas por Rena Dumas, pertencente aos mesmos proprietários da grife. O piso de mármore moleanos é de Portugal, a mobília, de madeira cerejeira, da França e as luminárias patenteadas, da Alemanha. A cor faz parte da identidade da grife desde a Segunda Guerra Mundial. A linguagem visual das lojas mescla informações contemporâneas, como linhas retas e aço escovado, e clássicas.

Gostaram? Gostam desse tipo de post? BEIJOS!

03 Oct

PFW – Melhores Looks

Paris é assim, os desfiles vão da vanguarda ao alto luxo! E dessa vez não foi diferente, vem conhecer meus looks preferidos!

Anthony Vaccarello com saias, cheias de vazados abaixo do quadril, pontiagudas, em preto, couro e jeans tie dye, usadas com camisas decotadas, e adornadas com metal, além dos vestidos no mesmo estilo!

20130930-223116.jpg

Balenciaga continua com as explorações de silhueta e modelagem, com linhas curvas e as referências ao esportivo, além das aplicações florais e nos vestidos românticos.

20130930-235523.jpg

Balmain de Olivier Rousteing, focou na herança do antecessor Christophe Decarnin, e mergulhou no bling bling do fim dos anos 80, com moda extravagante. Muito ombro com a cintura marcada, xadrez (pied-de-poule e vichy em P&B), jeans deluxe, matelassados e risca-de-giz.

20131001-082304.jpg

Nina Ricci se inspirou na moda masculina, mas nada andrógina. Porque a moda masculina em questão é a do século 18, a época em que os homens se vestiam de maneira mais romântica. Babados, rendas, estampas florais e bordados convivem com releituras da camisa branca.

20131001-213017.jpg

Lanvin veio toda metalizada. Lamê, seda, enrugados, texturizados, fluidos. Bem anos 20, grunge com glitter!

20131001-214449.jpg

O texto distribuído à imprensa antes do desfile da Dior já dizia: “(…) uma nova mulher flor, um lugar de hiperrrealidade e artificialidade, ainda estranhamente fundamentado entre o natural e o cotidiano”.
Raf Simons trouxe o terninho e à silhueta com mais volume no quadril, além de looks esportivos, jovens, colegiais, muito street. Anotem: o plissado vai pegar!

20131001-220524.jpg

Isabel Marant sempre descolada e superfeminina, criou looks que combinam renda + couro e deu um aspecto jovial pra coleção.

20131001-221423.jpg

A Chloé traz plissado, rendas e texturas com decotes em V profundo e salto de madeira que já virou tendência!

20131001-222248.jpg

Elie Saab traz muita renda, transparência e vestidos com um toque floral.

20131002-231557.jpg

O desfile da Chanel foi tipo exposição, combinações de cores, jeans com lavagem especial, mochilas pintadas com spray e estampas tipo escala Pantone gradual, super streetwear. No tweed: tudo pink!

20131002-231630.jpg

A Valentino apresentou tecidos inteiros trabalhados com uma extensa cartela de cores. O dourado dominou o desfile, em roupas e acessórios e trouxe looks do romântico ao étnico, involuntariamente. Detalhe: a estampa de medalhão é a nova estampa de azulejo e a tacha redonda tipo moedinha é o novo spike!

20131002-232404.jpg

Esse é o último desfile de Marc Jacobs pra Louis Vuitton (E eu to arrasada!). O estilista sai da marca após 16 anos. Ele mostrou um “best of” de Jacobs pra Vuitton, com direito a carrossel, escada rolante, elevador, fonte e corredor de hotel. Tudo muito rocker!

20131003-090738.jpg

A Hermès fecha a temporada de primavera-verão 2014 da Semana de Moda de Paris com o tema “Tropical depois da chuva”, muita estampa de flores e plantas, silhuetas retas e confortáveis e bastante couro.

20131003-091847.jpg

 

Foi grande, mas valeu! Gostaram? AMEI!!! Agora é esperar nosso SPFW! Beijos,

25 Apr

Vamos falar de bolsa?

Que a Birkin e a Kelly da Hermès são sucesso e desejo mundial vocês já sabem né? A Birkin desde 1984 e a Kelly desde 1935 no mercado são um ícone fashionista e ultimamente não são só as inspireds que estão aparecendo por aí não! Olhem as grandes marcas apostando nos modelos queridinhos:

A Saint Larent, apostou no modelo Sac de Jour Tote:

20130424-194602.jpg

A Fendi 2 Jours é a queridinha do momento e você ainda pode gravar suas iniciais:

20130424-194607.jpg

Já a Miu Miu trouxe a Kaleidoscopic Special Edition Bag, disponível numa cartela completa de cores:

20130424-194612.jpg

E a Céline, com sua Céline Edge além das coloridas também trouxe modelos bicolor:

20130425-121702.jpg

Gosto de todas e vocês? Aliás eu amo bolsas! Beijos Beijos!