29 mai

Azeite de Oliva: Saiba como escolher!

Indispensável para quem deseja dar um gostinho mais saboroso nas saladas e também no prato principal, o azeite de oliva é item presente na maioria das cozinhas. Além do sabor especial que proporciona, este ingrediente, quando utilizado com moderação e de forma correta, também faz bem a saúde.

20140528-214224-78144135.jpg

Rico em gorduras do bem e antioxidantes, o azeite de oliva não só ajuda a diminuir o mau colesterol (LDL) como também aumenta o bom colesterol (HDL), prevenindo assim, doenças cardiovasculares. Ele também tem efeito anti-inflamatório, que pode evitar problemas no cérebro, além de ser rico em vitamina K (uma porção de 30 gramas de azeite tem 129% da dose recomendada da vitamina por dia). Esse nutriente é fundamental para manter os ossos saudáveis e também atua no processo de coagulação sanguínea.
Mas, para que esses benefícios possam valer, é preciso alguns cuidados! Para começar, o alimento só pode ser considerado azeite de oliva se for obtido exclusivamente a partir da azeitona, sem misturas de óleos de outras naturezas. As versões virgens são aquelas obtidas por meio de processos mecânicos ou físicos feitos em condições que não alterem o azeite e que em todo o processo ele não tenha sofrido tratamentos além da lavagem, decantação, centrifugação e filtração. Há três tipos de versões virgens próprias para o consumo.

Portanto, na hora da escolha, fique de olho na embalagem e siga as dicas:
1– Primeiramente, vá com tempo ao supermercado para escolher bem o seu azeite.
2– O azeite de oliva deve ter como único ingrediente a azeitona. Caso tenha misturas de óleo de milho, soja, girassol, entre outros, já deixa de ser o azeite original.
3– Prefira o azeite de oliva extra virgem, com embalagem de vidro na cor verde escuro (isso diminui a chance de oxidação do azeite com a luz).
4– Prefira o azeite que seja produzido e envasado/engarrafado no mesmo país de origem. O envase em outro país aumenta a chance de sofrer oxidação, perdendo seu valor nutricional.
5– Prefira azeites que foram prensados a frio e com acidez menor que 0,5%.
6– Fique de olho na data de vencimento.
7– Desconfie de azeites muito baratos.

Algumas outras observações sobre os azeites:
1– A coloração do azeite pode variar de acordo com o grau de maturação da azeitona.
2– Para testar a qualidade do azeite, deixe a embalagem por 48h dentro da geladeira. O azeite de qualidade deve ficar mais espesso, alguns ficam até pastosos. Após o teste, retire da geladeira e utilize-o normalmente.
3– Guarde sempre seu azeite ao abrigo da luz.
E aí, gostaram?
Beijos!

Comente